MONITORAMENTO DE CLOROFILA-A EM RESERVATÓRIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO: APLICAÇÃO DE MODELOS COM IMAGENS SENTINEL-2

Autores

Resumo

A escassez global de água é agravada pela urbanização no Brasil, especialmente na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), onde a eutrofização demanda monitoramento contínuo. O Sensoriamento Remoto permite acompanhar detalhadamente a Clorofila-a em reservatórios extensos. Neste estudo, imagens Sentinel-2 estimaram a Clorofila-a em três reservatórios da RMSP: Billings, Guarapiranga e Rio Grande. Diversos modelos foram testados para identificar o mais adequado. O modelo exponencial de Dall'Olmo et al. (2003) apresentou melhor ajuste aos dados de Clorofila-a (R² = 0,92), seguido pelo modelo de Gitelson et al. (2003) (R² = 0,90). O modelo de banda única (705 nm) obteve R² de 0,71. Os resultados reforçam a potencialidade do Sensoriamento Remoto para monitorar a qualidade da água de reservatórios de forma precisa e consistente. No entanto, é essencial destacar que as estimativas de Clorofila-a provenientes de diferentes modelos apresentam ampla variabilidade. Portanto, uma avaliação prévia é necessária para identificar o modelo mais adequado aos reservatórios onde serão empregados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Luiz Becaro Crioni, UNESP (Universidade Estadual Paulista)

Possui graduação em Geografia com ênfase em Análise Ambiental e Geoprocessamento pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Atualmente, está vinculado ao LEBAC (Laboratório de Estudo de Bacias), localizado na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Rio Claro, SP, e é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geociências e Meio Ambiente da UNESP em Rio Claro.

Elias Hideo Teramoto, UNESP

Possui graduação em Geologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Mestrado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista e Doutorado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista. Atualmente é pesquisador vinculado ao LEBAC (Laboratório de Estudo de Bacias), situado na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Rio Claro, SP.

Hung Kiang Chang, UNESP

Graduado em Geologia - Instituto de Geociências - USP(1974), Mestre em Geologia - Northwestern University (1978) e PhD em Geologia - Northwestern University (1983). Livre Docente - UNESP (1997).

Arquivos adicionais

Publicado

2023-12-12

Como Citar

CRIONI, Pedro Luiz Becaro; HIDEO TERAMOTO, Elias; CHANG, Hung Kiang. MONITORAMENTO DE CLOROFILA-A EM RESERVATÓRIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO: APLICAÇÃO DE MODELOS COM IMAGENS SENTINEL-2. Geoambiente On-line, Goiânia, n. 47, 2023. Disponível em: https://revistas.ufj.edu.br/geoambiente/article/view/76164. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos