PARÂMETROS FÍSICO-QUÍMICOS EM DIFERENTES FRAÇÕES E CLASSES DE SOLOS FLORESTAIS E AGRÍCOLAS, NO ENTORNO DO PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU - PR

Autores

Resumo

Atividades antropogênicas têm contribuído na alteração significativa das características dos solos. Estudos em áreas de mata nativa, por classes de solo e região, servem de referência para solos expostos à degradação. Assim, o objetivo deste trabalho foi determinar parâmetros físicos e químicos de solos agricultáveis e de mata no entorno do Parque Nacional do Iguaçu - PR. A caracterização foi realizada através das medidas de pH, carbono orgânico, matéria orgânica, fósforo disponível, capacidade de troca catiônica, granulometria e mineralogia. A textura foi determinada pela metodologia de Gee e Bauder (1986) e Lei de Stokes. A caracterização mineralógica das argilas foi realizada por difratometria de raios-X. Os solos são moderadamente ácidos e predominância das texturas argilosa e muito argilosa (77,8%), e de menor predominância a siltosa (22,2%). Teores elevados de fósforo disponível foram encontrados em solos agrícolas. Os teores de Matéria Orgânica (MO) e Carbono Orgânico (CO) foram superiores nos solos de mata. Para a saturação por bases (V%), 68,75% dos solos apresentaram V% < 50% mostrando a baixa fertilidade. As argilas dos Neossolos, Latossolos e Nitossolos apresentaram caulinita, hematita, maghemita e quartzo, enquanto que nos Gleissolos predominaram a caulinita, quartzo, vermiculita, anatásio e rutilo. A CTC em solos agrícolas e mata tiveram diferenças significativas entre as médias

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ismael Laurindo Costa Júnior , Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Docente na Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Ambientais, campus Medianeira - UTFPR, Av. Brasil, 4232, Parque Independência, Medianeira-PR. CEP. 85884-000, Medianeira-PR, Brasil.

Possui graduação em Tecnologia Ambiental: Modalidade Resíduos Industriais pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2005), Licenciatura na área de Química pelo Pelo Programa de Formação Pedagógica de Docentes da Universidade Luterana do Brasil (2006), Graduação em Física pelo Centro Universitário Sul de Minas (2011), Graduação em Química pela Universidade Estadual de Londrina (2014),Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Paulista (2021), Mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2007) e doutorado em Química dos Recursos Naturais, área de concentração Química Analítica pela Associação Ampla UEL/UEPG/UNICENTRO (2017). Atualmente Professor Adjunto na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Tem experiência na docência do Ensino Fundamental, Médio e Superior. Desenvolve atividades nas áreas de Química Ambiental: Monitoramento e Controle ambiental, Poluentes emergentes, Marcadores Antrópicos, Fitorremediação de Efluentes Industriais e Estudos de novos materiais com aplicação ambiental; Ensino: Metodologias e Novas Tecnologias no ensino de Ciências e Química e Formação de Professores.

Adelmo Lowe Pletsch, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Docente na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Departamento de Química - Campus Curitiba - PR, Rua Deputado Heitor Alencar Furtado, 5000 – Ecoville. CEP. 81280-340 - Curitiba - PR – Brasil.

Professor Associado a Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR. Atua na Graduação e Permanente dos Programas Pós-graduação em Tecnologias Ambientais e Recursos Naturais e Sustentabilidade. Possui Licenciatura Plena em Química; Especialização em Ensino de Ciências - Química; Mestrado em Química dos Recursos Naturais, pela Universidade Estadual de Londrina-UEL, (2002); Doutorado em Química Analítica, pela Universidade Federal da Bahia - UFBA, (2006). Tem experiência na área de Química Geral e Analítica, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: metodologias analíticas, gestão de laboratório, tratamento de água, caracterização e monitoramento ambiental, carbono orgânico, disruptores endócrinos, sedimento, solo, metais, organoestânicos, antibióticos e antidepressivos. 

Arquivos adicionais

Publicado

2023-12-12

Como Citar

SANTOS DAL CORTIVO, Nelsi; LAURINDO COSTA JÚNIOR , Ismael; LOWE PLETSCH, Adelmo. PARÂMETROS FÍSICO-QUÍMICOS EM DIFERENTES FRAÇÕES E CLASSES DE SOLOS FLORESTAIS E AGRÍCOLAS, NO ENTORNO DO PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU - PR. Geoambiente On-line, Goiânia, n. 47, 2023. Disponível em: https://revistas.ufj.edu.br/geoambiente/article/view/76281. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos