A INFLUÊNCIA DO CONVÍVIO UNIVERSITÁRIO NA ADESÃO AO ALCOOLISMO

Autores

  • Cleiciane Vieira de Lima Barros Faculdades Alfredo Nascer - UNIFAN
  • David Antônio Costa Barros
  • Milton J. C. Bernardes
  • Warlley Vieira de Lima
  • Ludimila Cristina Souza Silva

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v2i13.22312

Palavras-chave:

Alcoolismo. Universitários. Abuso de drogas.

Resumo

Introdução - O alcoolismo é definido como consumo compulsivo de bebidas alcoólicas, cuja compulsão afeta sua saúde física e mental e é uma doença causada por fatores biológicos, patológicos, psicológicos, sociais e existenciais. Em estudantes, o álcool é geralmente a droga mais utilizada, com prevalência significativa; os jovens apresentam dependência de álcool mais grave, parecem ser bebedores mais pesados e sofrem diversos problemas consequentes ao abuso alcoólico. O presente artigo propôs descobrir a relação entre o uso do álcool e o ingresso universitário dentro da problemática do alcoolismo. Método - A amostra compreendeu 200 alunos do curso de graduação em enfermagem da Universidade Salgado de Oliveira, na cidade de Goiânia, os quais responderam a questionário anônimo e de auto-preenchimento em 2008. Trata-se de uma pesquisa quali-quantitativa descritiva. Resultados - 29% dos entrevistados tinham o hábito de beber antes do ingresso na universidade, hoje 53% ingerem a bebida, 59% possuem colegas que bebem, 11% sentem falta da bebida, 2% apresenta sintomas de abstinência, 36% aumentou o consumo após ingressar na universidade e 19% admitiram faltar aulas para frequentar bares próximos à instituição. Discussão - Em relação aos dados sobre a quantidade e frequência de doses ingeridas, pode-se observar o quão alarmante são os números encontrados, visto que mais da metade (53%) dos entrevistados têm o hábito de beber toda semana. Conclusão - Estratégiasde prevenção e informação relacionadas ao uso e abuso de álcool devem ser estabelecidas, pois boa parte desses jovens, em um futuro próximo, terá acesso a medicamentos ou desempenharão papel educacional de formação ou “má-formação” importante dentro da população estudantil e geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUILAR HC, MARTÍNEZ MRB. Consumo de alcohol y adolescência. Revista medica del Instituto Mexicano del Seguro Social. 31:279-81, 1993.

ALMEIDA, L. M. de; COUTINHO, E. da S. F. Prevalência de consumo de bebidas alcoólicas e de alcoolismo em uma região metropolitana do Brasil. Revista de Saúde Pública. v. 27, n.1. São Paulo, 1993.

ASHTON, C.H. & KAMALI, F. _ Personality, lifestyles, alcohol and drug consumption in a sample of British medical students _ Association for the Study of Medical Education 29: 187-92, 1995.

BALDWIN JR., D.C.; HUGHES, P.H.; CONARD, S.E.; STORR, C.L. & SHEEHAN, D.V. _ Substance use among senior medical students: a survey of 23 medical schools _ Journal of the American Medical Association – JAMA. 265(16): 2074-8, 1991.

BABOR, T. F. et al. AUDIT – The alcohol use disorders identifi cation test. 2nd ed. Geneva: World Health Organization, 2001. 40 p.

BARBOSA, B.; LIMA, C. Proposta de Intervenção da Terapia Ocupacional em Mulheres Alcoolistas. Monografia (Bacharelado em Terapia Ocupacional). Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 65p, 2005.

BARRÍA ACR, QUEIROZ S, NICASTRI S, ANDRADE AG. Comportamento do universitário da área de biológicas da Universidade de São Paulo, em relação ao uso de drogas. Revista de Psiquiatria Clínica (São Paulo). 27(4):215:24, 2000.

CASTRO, R & BRONFMAN, M.N. Algunos problemas no resueltos en la integración de métodos cualitativos y cuantitativos en la investigación social en salud. Trabalho apresentado no IV Congresso Latinoamericano de Ciências Sociais e Medicina, Cocoyoc, México.1997.

DEITOS FT, SANTOS RP, PASQUALOTTO AC, SEGAT FM, GUILLANDE S, BENVEGNÚ LA. Prevalência do consumo de tabaco, álcool e drogas ilícitas em estudantes de uma cidade de médio porte no sul do Brasil. Informação Psiquiátrica. 17:11-6, UFRJ. 1998.

FISHMAN, R. O abuso do álcool. In: Claret. O que você deve saber sobre alcoolismo. São Paulo: Ed. Martin Claret, 2002.

FONTES, A. FIGLIE, N. B.; LARANJEIRA, R. O comportamento de beber entre dependentes de álcool: estudo de seguimento. Revista de psiquiatria clínica. v.33 n.6 São Paulo, 2006.

GIGLIOTTI, A.; BESSA, M. A. Síndrome da Dependência do Álcool: Critérios diagnósticos. Revista Brasileira de Psiquiatria. v.26 n.2 São Paulo, mai. 2004.

LOPES, G. T.; LUIS, M. A. V. A formação do enfermeiro e o fenômeno das drogas no estado do Rio de Janeiro - Brasil: atitudes e crenças. Revista Latino-Americana de Enfermagem. v.13 n.spe Ribeirão Preto, out. 2005.

MAIA, E.; MARTINS, R. L.; CÉSAR, M. P.; BAIOCO, M.; OLIVEIRA, R. G. O alcoolismo sob a ótica dos candidatos ao vestibular da Ufes. Revista Brasileira de Psiquiatria. v.22 n.2 São Paulo, jun. 2000.

MÉNDEZ, E. B. Uma versão brasileira do AUDIT. 1999. 60f Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 1999.

MESQUITA, A.M.C.; BUCARETH, H.A.; CASTEL, S. & ANDRADE, A.G. _ Estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo: uso de substâncias psicoativas em 1991 _ Revista da Associação Brasileira de Psiquiatria; Associação Psiquiátrica da América Latina - ABP-APAL 17(2): 47-54, 1995.

MORAES, E.; CAMPOS, G. M.; FIGLIE, N. B.; LARANJEIRA,R. Conceitos introdutórios de economia da saúde e o impacto social do abuso de álcool. Revista Brasileira de Psiquiatria. v.28, n.4 São Paulo dez. 2006.

NIERO, M. Paradigmi e Metodi di Ricerca Sociale: l'Inchiesta, l'Osservazione e il Delphi. Vicenza, Nuovo Progetto. 1987

PERRONE, L . Metodi Quantitativi della Ricerca Sociale. Feltrinelli, Milão. 1977.

ROB M, REYNOLDS I, FINLAYSON PF. Adolescent marijuana use: risk factors and implications. The Australian and New Zealand journal of psychiatry. 24(1):45-56, 1990.

SILVA, T. S. C.; AMARAL, J.R. O Álcool. Revista Cérebro e mente. N.8 Campinas, jan/mar1999.

SOLDERA, M.; DALGALARRONDO, P.; FILHO, H. R. C. SILVA, C. A. M. Uso pesado de álcool por estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas centrais e periféricas de Campinas (SP): prevalência e fatores associados. Revista Brasileira de Psiquiatria. v.26 n.3 São Paulo, set. 2004.

TAVARES BF, BERIA JU, LIMA MS. Prevalência do uso de drogas e desempenho escolar entre adolescentes. Revista de Saúde Pública. 35(2):150-8, 2001.

Downloads

Publicado

2013-02-05

Como Citar

BARROS, Cleiciane Vieira de Lima; BARROS, David Antônio Costa; BERNARDES, Milton J. C.; LIMA, Warlley Vieira de; SILVA, Ludimila Cristina Souza. A INFLUÊNCIA DO CONVÍVIO UNIVERSITÁRIO NA ADESÃO AO ALCOOLISMO. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 8, n. 2, 2013. DOI: 10.5216/rir.v2i13.22312. Disponível em: https://revistas.ufj.edu.br/rir/article/view/22312. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Livres