A criança indígena em contexto urbano

educação e identidades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v18i3.69577

Resumo

Este trabalho é resultante da pesquisa iniciada em outubro de 2018 e encerrada em janeiro de 2020 durante o mestrado. Foi realizada na cidade de Manaus (Amazonas), nos bairros Parque das Tribos e Mauazinho, locais distintos em vários aspectos, abrigam comunidades indígenas, o primeiro pluriétnico e o segundo a etnia Apurinã, onde estão instalados os CMEEIs – Centros Municipais de Educação Escolar Indígena,  escolas específicas a estas comunidades, tendo como alunos: crianças, adolescentes e adultos pertencentes a diversas etnias. Estas escolas têm como principal característica em seu ato educacional o estudo e conhecimento das tradições e costumes indígenas da qual fazem parte. O objetivo deste estudo foi compreender a construção da identidade da criança indígenas a partir deste ambiente escolar, a análise ocorreu envolvendo a tríplice abordagem: família, comunidade e escola, observando como são fundamentais e decisivas na definição do pertencimento identitário da criança indígena que reside na área urbana. Verificou-se a relação das identidades a partir do contexto da escola indígena urbana, e constatou-se que os pertencimentos identitários estão presentes e são constantemente pronunciados pelas crianças. Neste sentido, observou-se ainda a condição social e econômica das famílias, e em como se encontram as situações escolares dos alunos que participaram da pesquisa. O estudo foi fundamentado através dos princípios teóricos de Fredrik Barth para o qual as relações interacionais são fundamentais para o sujeito, acrescentando que a identidade não se encontra limitada, porém as fronteiras são ultrapassadas e a definição identitária persiste independente dos contornos geográficos. Através da observação participante foi possível desenvolver a pesquisa, e nos possibilitou adentrar nos espaços das comunidades e das escolas, observando e registrando os fenômenos presenciados para uma posterior análise e interpretação, dentro de uma abordagem hermenêutica. Ressaltamos que foi observada a percepção das docentes participantes da pesquisa em relação à Educação Escolar Indígena em contexto urbano que ocorre na cidade de Manaus (Amazonas), destacando que resultam em ações necessárias para a inclusão étnica-racial dos povos indígenas que residem nos centros urbanos de cidades brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Rejane Viana de Almeida, UFAM

Mestra em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas  - UFAM (2020), graduada em Filosofia - UFAM e Pedagogia - IBRA, docente na rede municipal de Manaus, atuando na Educação Infantil e Anos Iniciais. Realiza  pesquisa relacionada a identidades de crianças na Amazônia, objeto de estudo presente na pesquisa  e na produção bibliográfica.

Downloads

Publicado

2022-12-18

Como Citar

VIANA DE ALMEIDA, Sandra Rejane. A criança indígena em contexto urbano: educação e identidades. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 18, n. 3, p. 01–15, 2022. DOI: 10.5216/rir.v18i3.69577. Disponível em: https://revistas.ufj.edu.br/rir/article/view/69577. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Infâncias e crianças: dialogos com relações étinicos-raciais