Currículo na Educação Infantil e a emergência de teorização negra para o trabalho pedagógico com as infâncias

Autores

  • Camila Machado de Lima Colégio Pedro II
  • Geisa Ferreira do Nascimento

DOI:

https://doi.org/10.5216/rir.v18i3.69722

Resumo

RESUMO: O presente trabalho tem o desejo de ampliar o debate sobre a importância da educação para as relações étnico-raciais na educação infantil e oferecer disparadores que possibilitem a construção de estratégias para o enfrentamento do racismo no cotidiano escolar. Uma reflexão teórico-prática que parte de nossas experiências educativas, enquanto professoras e pesquisadoras negras que estudam infâncias e negritude, e do aporte teórico de epistemologias negras necessárias para reconstruir o processo educativo com a Lei 10.639/03. Afirmamos, a partir dos Estudos do Cotidiano, o espaço escolar como ambiente importante na construção de subjetividades e trazemos possíveis caminhos para criação de práticas antirracistas e enegrecidas. Portanto, com inspiração nos valores civilizatórios afro-brasileiros arriscamos palavras, sentidos e apostas educativas em desenho de uma gira de pensamentos infantis para denegrir a educação e suas relações.

Palavras-chave: Educação infantil. Currículo. Epistemologia negra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Machado de Lima, Colégio Pedro II

Doutora e Mestre em Educação pela UNIRIO. Professora de Educação Infantil no Colégio Pedro II (Rio de Janeiro/Brasil), integrante do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) da mesma instituição e da Rede de Formação Docente: Narrativas e Experiências (Rede Formad - UNIRIO). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil, relações étnico-raciais e formação docente, desenvolvendo cursos, oficinas e formações relacionadas a Lei 10.639/2003.

Geisa Ferreira do Nascimento

Pedagoga. Mestre em Educação pela UNIRIO. Especialista em Corpo, Diferença e Educação pela Faculdade Angel Vianna. Atualmente é educadora do Coletivo de educação Casa Escola, do qual é uma das idealizadoras e compõe a equipe de coordenação pedagógica da Jangada Escola.
Realiza oficinas e rodas de conversas na temática das relações étnico-raciais onde aborda: a aplicação da lei 10639/03; a importância das epistemologias negras nas diversas áreas do conhecimento; o estudo e construção de práticas educativas inspiradas nos valores civilizatórios afro-brasileiros (de Azoilda Loretto da Trindade). Participa do grupo de estudos e pesquisas DEGENERA (Desconstrução de Gêneros) na UERJ .

Downloads

Publicado

2022-12-18

Como Citar

MACHADO DE LIMA, Camila; FERREIRA DO NASCIMENTO, Geisa. Currículo na Educação Infantil e a emergência de teorização negra para o trabalho pedagógico com as infâncias. Itinerarius Reflectionis, Goiânia, v. 18, n. 3, p. 01–20, 2022. DOI: 10.5216/rir.v18i3.69722. Disponível em: https://revistas.ufj.edu.br/rir/article/view/69722. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Infâncias e crianças: dialogos com relações étinicos-raciais